um homem foi condenado a 15 dias de prisão por perseguir a ex-namorada com ligações e mensagens no celular, na região Serrana.

Os dois namoraram por três anos e meio e ele não aceitou o fim do relacionamento. Segundo o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), além das ligações e das mensagens, o denunciado usou o CPF de uma outra pessoa para comprar um chip de celular e continuar

tentando entrar em contato com a vítima.

A ex-namorada afirmou que as ligações e mensagens eram ofensivas e que o homem usava as redes sociais para difamá-la.

Para o relator do processo, desembargador substituto Getúlio Marcos Pereira Neves, “delitos assim, motivados por questões passionais, tem sido comuns e algumas vítimas, além de terem sua tranquilidade tolhida, podem sofrer verdadeiro ‘terror psicológico’ por parte do ex-companheiro, bem como sofrer exposição desnecessária em redes sociais”.